Publicidade

Treinador Pessoal

Você está aqui: Pagina Principal

Publicidade

Artigos

Macramé Chinês "Os laços que amarram"

Os chineses têm sabido dar nós com corda desde que começaram a amarrar peles de animais em seus corpos para se proteger do frio há milhares de anos. Com o avanço da civilização, os chineses usavam laços para outras coisas, além de amarrar e embrulhar. Os nós também eram usados para registrar eventos e alguns deles tinham funções puramente ornamentais. Em 1980, alguns conhecedores dedicados juntaram e catalogaram os nós decorativos, mas também práticos, que têm atravessado os séculos na China. Após estudar as estruturas desses laços, os aficcionados começaram a criar novas variações e aumentar o valor decorativo dos laços. Esses laços extraordinariamente simétricos existentes em tantas formas são tão profundos quanto a grande herança cultural do povo chinês. Os laços foram então chamados coletivamente de Macramé chinês.

O Macramé chinês baseia-se em mais de doze laços básicos e são chamados de acordo com suas formas, usos ou origens distintas. O Laço de Duas Moedas, por exemplo, recebe este nome por causa da forma de duas moedas sobrepostas da espécie uma vez usada na antiga China. O Laço do Botão pode realmente funcionar como um botão e o Laço da Suástica ao Contrário deriva-se do símbolo budista..............., comumente visto nas fitas penduradas nas faixas de cintura da Deusa budista da Misericórdia. Da mesma forma, o formato básico do Laço Pan-ch'ang, o que na realidade é uma série de laçadas contínuas, simboliza a concepção budista da continuidade e origem de todas as coisas. De fato, o Laço Pan-ch'ang é o laço primário do Macramé chinês, sobre o qual pode ser feito um número infindável de variações.

 


Vários padrões de nós feitos especialmente para ornamentação.

 

O Macramé chinês, como a caligrafia, pintura, escultura, porcelana e mesmo a cozinha chinesa, é facilmente reconhecível pelos sinófilos. Isto por que as estruturas básicas do Macramé chinês as diferem enormemente do Macramé ocidental ou japonês, na forma e função.

Os nós do Macramé chinês são muito apertados. N ão se desfazem facilmente quando usados para amarrar ou embrulhar alguma coisa, sendo assim muito prático. Também, a estrutura complicada do Macramé chinês permite todas as espécies de variações e aperfeiçoa o seu valor decorativo. Quase todos os laços básicos do Macramé chinês são simétricos na forma. Enquanto a demanda por simetria tem estabelecido certas limitações técnicas spbre o desenho e criação de novos padrões e temas, a simetria é consistente com os padrões ornamentais e estéticos honrados pelo tempo na China. Visualmente, os desenhos simétricos são mais facilmente aceitáveis e apreciados pelo povo chinês.

Com exceção do Laço das Duas Moedas, o Macramé chinês é tridimencional em estrutura. Ele é formado por dois planos amarrados deixando um centro oco. Tal estrutura dá rigidez ao trabalho como um todo e mantém sua forma quando pendurado na parede. O centro oco também possibilita a inserção de pedras preciosas.

 


"Um fênix faz sua apresentação" - copiado do desenho de fênix de uma pintura da dinastia Han.

 

Fazer um Macramé chinês é um processo de três etapas de dar nós, apertá-los e então acrecentar toques de acabamento. Os métodos de dar os nós são fixos, mas o aperto pode determinar o grau de tensão em um nó, o comprimento das laçadas (chamadas "orelhas" em chinês) e a suavidade e a disposição das linhas. Assim, a maneira que uma peça de Macramé chinês estiver sido apertada pode demonstrar a habilidade e o mérito artístico de uma artista de Macramé. Terminar um laço significa embutir pérolas ou outras pedras preciosas, engomando o laço em certos padrões, ou acrescentando quaisquer outros toques finais.

Desde os tempos antigos, o Macramé chinês tem decorado tanto os corredores de palácios como os utensílios diários das casas da zona rural. O Macramé chinês também apareceu em pinturas, esculturas e outras peças de arte folclórica. Por exemplo, o Macramé chinês foi usado para decorar as cadeiras usadas pelo imperador e imperatriz, os cantos dos carros, as extremidades dos guarda-sóis, as fitas presas na cintura dos vestidos das senhoras, como também todos os tipos de selos, espelhos, bolsas, sachês, estojos de óculos, leques e rosários budistas.

 


Um quadro de parede com desenho simbolizando estar sendo duplamente abençoados com felicidade e riqueza.

 

Tradicionalmente objetos feitos a mão estão florescendo sob a estabilidade e prosperidade da moderna Taiwan. Com o apoio do governo e de cidadãos dedicados na República da China, a popularidade universal do Macramé chinês ultrapassou a das antigas. As infinitas variações e elegantes padrões do Macramé chinês, bem como a variedade de diferentes materiais que podem ser usados (algodão, linho, seda, fibra sintética, couro e metais preciosos como ouro e prata, para mencionar alguns) ampliaram as funções e aumentaram as aplicações do Macramé chinês. Jóias, roupas, embrulhos para presentes e mobília podem ser destacadas como as singulares criações de Macramé chinês.

Grandes quadros de paredes feitos de Macramé chinês possuem o mesmo valor decorativo como finas pinturas ou fotografias e servem perfeitamente para decorar uma sala de estar ou estúdio.

O Macramé chinês, com sua elegância clássica e constantes variações, é tanto prático como ornamental, e reflete plenamente a graça e a profundidade da cultura chinesa. Fonte: ECETP

Siga-nos e melhore sua qualidade de vida

Login / Cadastro

Baixe Nosso Aplicativo

Loja Virtual

Tiaraju

Receitas

Purê de batata com leite de coco e azeite
25 Jun 2014 12:13Purê de batata com leite de coco e azeite

  ngredientes: 1 kg de batata cozida; 2 colheres de sopa de azeite de oliva extra virgem; 150mL de leite de co [ ... ]

ReceitasLeia mais...
Bolo integral de cenoura
16 Jun 2014 10:29Bolo integral de cenoura

Ingredientes: 4 cenouras médias cruas picadas em rodelas; 1 lata de leite condensado de soja; 1/2 xixara de aç [ ... ]

ReceitasLeia mais...