Baixe Nosso Aplicativo

Treinador Pessoal

Você está aqui: Pagina PrincipalNutriçãoModeradores de apetite naturais

Moderadores de apetite naturais

Substâncias naturais podem ser usadas como moderadores de apetite

Anvisa alerta sobre o uso indiscriminado de anorexígenos para emagrecimento

No início deste mês, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um relatório alertando a população e a classe médica para o uso indiscriminado de medicamentos moderadores de apetite, conhecidos como anorexígenos. No relatório, a Junta Internacional de Fiscalização de Entorpecentes (Jife), órgão subordinado à Organização das Nações Unidas (ONU), revela que no Brasil houve um aumento de 500% no consumo de anorexígenos desde 1998. As entidades envolvidas reforçaram que esses medicamentos podem causar dependência, pois estão ligados a drogas como anfetaminas, por exemplo.


Alexandre Bento Personal Trainer

A Jife recomenda uma análise cuidadosa sobre a emissão de receitas médicas e o lançamento de esforço nacional voltado para a educação dos profissionais da área médica e da população sobre o uso racional dessas substâncias. O que mais preocupa é a venda livre dessas drogas pela internet, pois elas necessariamente precisam de rigorosos controles sanitários, além da obrigatoriedade de uma faixa de cor preta nos rótulos das embalagens com as advertências "Venda sob Prescrição Médica" e "O Abuso deste Medicamento pode causar Dependência".

Siga o nosso site noTwitter: @bentopersonal


De acordo com o relatório, bilhões de doses de remédios com substâncias que provocam riscos potencialmente fatais à saúde são vendidas ilegalmente pela internet a cada ano. Essas vendas "on-line" e o consequente contrabando desses produtos farmacêuticos representam a grande maioria das operações efetuadas pelas farmácias que atuam ilegalmente na internet. Sem a devida licença de funcionamento, essas farmácias vendem rotineiramente substâncias psicotrópicas sem as prescrições médicas obrigatórias. As vendas ilegais de medicamentos na internet incluem substâncias com alto potencial de dependência química, tais como estimulantes (anfetaminas) e benzodiazepínicos (alprazolam e diazepam, por exemplo).

Anorexígenos Naturais

Na contramão do uso de medicamentos para perda de peso, a Ciência da Nutrição tem mostrado que é possível, por meio de substâncias naturais, obter saciedade, com conseqüente perda de peso, sem que haja qualquer efeito deletério para a saúde. Algumas fibras vegetais presentes em frutas, hortaliças e cereais integrais, apresentam um poder anorexígeno tão eficaz quanto o das drogas controladas pela Anvisa.

Desde a década de 70, as fibras alimentares têm sido indicadas como coadjuvantes do tratamento de diversas doenças, como as cardiovasculares, o diabetes e a obesidade, principalmente as solúveis, que participam favoravelmente do metabolismo das gorduras, colaboram com o controle do açúcar no sangue e com a restrição calórica.

Com relação ao sobrepeso e obesidade, estudos mostram que as fibras aumentam a saciedade por diversos mecanismos:

- estimulam a mastigação prolongada
- causam distensão gástrica
- atrasam o esvaziamento gástrico após uma refeição
- aumentam a produção do hormônio CCK-colecistoquinina, que age nos centros cerebrais de controle do apetite, causando saciedade


Clique aqui e
curta o Alexandre Bento Personal Trainer no Facebook!


A conclusão mais constante em todos os estudos que avaliam o papel das fibras alimentares é que elas afetam o processo de digestão desde seu início na boca. Alimentos ricos em fibras requerem mastigação mais prolongada, o que estimula o fluxo de saliva e diminui a velocidade da taxa de ingestão de alimentos. Essa menor taxa proporciona uma densidade calórica menor, levando a uma redução adicional no consumo calórico. Já a mastigação exerce o efeito direto sobre o hipotálamo, produzindo uma sensação de saciedade.

Muitos estudos mostram também que a ação das fibras sobre a saciedade estaria fundamentada na capacidade de algumas frações viscosas (pectina, gomas, glucanas, etc) de atrasar o esvaziamento dos conteúdos do estômago, aumentando ou prolongando a sensação de saciedade e, consequentemente, diminuindo a ingestão de alimentos.

Outro ponto importante discutido nesses estudos é que as fibras podem também interferir na taxa de absorção dos nutrientes, principalmente reduzindo a absorção de glicose e lipídeos, consequentemente, diminuindo a concentração de colesterol no sangue e de gordura nos tecidos adiposos. Em um artigo da revista Nutrition Reviews de 2001, os autores sugerem que o consumo de 14g de fibra/dia por mais de 2 dias está associado com uma diminuição de 10% no consumo de energia e com uma perda de peso de 1,9Kg após 3,8 meses.

Estudo Brasileiro

O potencial de suplementos alimentares ricos em fibras em reduzir o peso de pessoas com excesso de peso tem sido testado com sucesso. Recentemente, um estudo clínico avaliou a eficácia do consumo diário de um plano alimentar hipocalórico, nutricionalmente equilibrado, em promover redução de peso em pessoas com sobrepeso e obesidade (IMC >25 < 40), durante o período de 15 dias.

O plano alimentar contou com o emprego de complementos e substitutos de refeições da linha Sanafit, ricos em fibras, que foram utilizados em pelo menos 2 refeições principais, com o objetivo de atuarem como coadjuvantes na perda de peso e funcionarem como ferramentas para criar hábitos alimentares saudáveis. O plano alimentar avaliado oferecia cerca de 25g de fibras diárias, sendo que 10g desses componentes estavam presentes nos alimentos coadjuvantes (complementos e substitutos de refeição) enriquecidos com fibras da aveia, soja, pectina e goma guar.

O programa alimentar avaliado revelou-se ser altamente saciante e proporcionou uma perda média de peso de 2,2 ± 1,03Kg durante os 15 dias de estudos, ou 1,1Kg de peso por semana. O emagrecimento possibilitou uma redução da porcentagem de gordura corporal e do perímetro da cintura entre todos os participantes.Por Dra. Jocelem Mastrodi Salgado Fonte: www.emagrecer.com.br


Leia também:

Diet e Light

Delícias anticolesterol

 

Gostou desta matéria? Deixe seu comentário!

Siga-nos e melhore sua qualidade de vida

Login / Cadastro