Estivemos na Urgh Tent Vert House neste domingo, um local seguro e ambiente familiar, excelente local para jovens, adultos  e crianças praticarem o skate, além de ter aulas para iniciantes, têm o acompanhamento direto do gerente Rone Bento, que também é fotógrafo, advogado e pratica o skate há  29 anos, o qual nos concedeu uma exclusiva.

Currículo

Ronaldo Bento Cordeiro, Rone Bento, 38 anos, natural de São Paulo  – Brasil. Formado em Direito pela Universidade Bandeirante São Paulo, mas optou por não seguir a carreira, também fotografo e baixista das bandas Dementadores, LayBack e Why Not, atualmente gerenciando a pista URGHTENTVERTHOUSE em Santo André. 

BP - Como você começou no Skate? Há quanto tempo você é atleta?

Rone - Comecei pelos meus amigos da escola, na 5ª série virou febre, isso em 1985, quando tive meu primeiro skate, de lá pra cá fiquei parado de 98 a 2000, fiz poucas sessões, quase parei mesmo. Não considero skatista um atleta, praticamos um esporte que acaba virando seu estilo de viver, pensar, agir, onde ir, etc... É uma coisa de formar caráter, personalidade. Ando há 29 anos de skate.

BP - Antes do Skate você praticou algum esporte?

Rone - Quando criança, ginástica olímpica, natação, judô e futebol, depois que conheci o skate, praticamente só ele e jogava bola. Hoje em dia, só skate.

BP - Você enfrentou algum obstáculo no início da carreira?

Rone
- Éramos vistos como maloqueiros, arruaceiros, baderneiros, maconheiros e por aí vai. Não era o namorado que os pais almejavam para as filhas naquela época...rsrsrsrs

BP - Na sua opinião, qual a maior diferença do esporte na década de 80 para os dias atuais?

Rone - Hoje os pais são os skatistas daquela época, os que não foram, curtiram e viveram essa realidade, a molecada atual é socialmente mais aceita e até mesmo as competências governamentais incentivam, não de forma totalmente adequada à prática do skate, com pistas construídas e eventos públicos.

Leia Também

Skate para todas as idades (Parte 2)


BP
- Você se preocupa em ter uma alimentação saudável? Quanto isto influencia no seu rendimento no Skate?

Rone - Não, não muito. Me alimento para me sentir forte pro rolê, pra ter ânimo. Me hidrato muito na sessão, bebo bastante água. Como normalmente, pra mim já é o suficiente.

BP - Você faz algum treinamento específico para o Skate, exemplo: musculação?

Rone - Não, só ando de skate mesmo. Me alongo às vezes.

BP - Cite 3 ícones do esporte nos anos 80, e 3 atuais.

Rone - Nos anos 80 dá pra citar vários, mas vai lá... Fernandinho Batman, Trhonn e Sérgio Negão. Atualmente, Bob Burnquist, Karen Jonz e Sandro Dias.

BP - Hoje você está com 39 anos, você pretende andar de Skate por quantos anos mais?

Rone - Até o corpo permitir, se com mais de 60 eu ainda puder remar, descer uma ladeira, ir para uma pista ou só andar em algum lugar, é skate pra sempre.

BP - Você acha que uma pessoa acima de 40 anos pode começar a andar de Skate? Qual o melhor caminho?

Rone - Pode sim, e pra isso, buscar orientação em pistas, escolinhas, como na Verthouse e motivação. Não precisa querer ser profissional, mas dá pra se divertir muito no skate ainda.

BP - Quais dicas você deixaria pra quem está começando, independente da idade?

Rone - Monte um bom skate, vá para as pistas, se possível, junto com um amigo que já anda, pratique em todas as suas horas de lazer, se você tiver tempo, pratique direto. Use equipamento de proteção no início, pois, ajuda muito e depois de muita prática, você decide que continua com o equipamento de proteção ou não.

BP - Pra você o Skate é um caminho próspero para a reintegração social? Como isto pode ser realizado?

Rone - Certamente que é. Já é fato ver governadores, prefeitos, vereadores assinando projetos de pistas de skate em locais mais periféricos como forma de incentivo à prática de esportes, Ongs como o Social Skt, do Sandro Testinha, que ensina crianças carentes a praticar. Os órgãos públicos precisam apenas melhorar a parte técnica das construções por exemplo, buscar quem sabe fazer, skatistas aptos para isso e não o engenheiro de jardinagem, que aí o espaço só vai servir para enfeite ao invés de ter uso prático.

BP - Suas considerações finais

Rone - Agradeço pela oportunidade Alexandre e indico a quem tenha interesse em começar ou voltar a andar de skate que não pense duas vezes, vai pra cima e se divirta nas suas sessões, se precisar de orientação, nos procure na Verthouse em Santo André, na rua Cel Fernando Prestes, 450. Obrigado, paz, luz e skate para todos.

Gostou da matéria?

Deixe seu comentário, sua opinião é muito importante para nós!


Alexandre Bento é formado em Educação Física, Diretor e Personal Trainer da empresa Alexandre Bento Personal Trainer, 27 anos de experiência em treinamento de Atletas de Kung Fu Wushu (Formou 15 Campeões Brasileiros, 2 Tricampeões e 1 Bicampeão de Kung Fu), Editor do Blog Bento Personal, Colunista no Site Trainer Brasil.

Compartilhe este conteúdo!

Premiações

Pelo quarto ano consecutivo, estamos entre os 100 melhores blogs do Brasil na área de saúde!